Mensagem do Presidente da AOMA

Jorge Botelho

Fundada em janeiro de 2014, a AOMA tem como objetivos a promoção das atividades profissionais marítimas, o desenvolvimento da Economia Azul e a valorização dos ecossistemas, na ótica do seu uso sustentável, reconhecendo ser o Mar o maior  tesouro dos Açores e dos Açorianos.

 

Lançado um desafio pelos nossos governantes das tutelas dos Assuntos do Mar, Turismo e Transportes, de podermos falar a uma só voz para bem da atividade marítima na Região Autónoma dos Açores, este desafio foi abraçado por um grupo de trabalho, o qual concluiu os objetivos propostos e formalizou a constituição da associação designada por AOMA.

 

Após alguns anos, percebeu-se que a amplitude da AOMA teria de ser mais abrangente, sendo por isso proposta uma alteração aos seus estatutos, a 17 de janeiro de 2018, de forma a incluir todas as atividades marítimas, com a subsequente criação de vários departamentos dentro da AOMA que abrangem as diversas áreas Marítimas, sendo convidados os nossos sócios a envolverem-se ativamente neste desafio, o que constitui uma mais valia para as atividades marítimas e para a nossa Região.

 

Atualmente a AOMA é a única associação empresarial sectorial que inclui as múltiplas atividades marítimas e marítimo-turísticas, com uma abrangência que vai desde a prática do mergulho à observação de cetáceos, passando pelo "charter" à vela e à pesca turística entre outras, agregando pequenas e médias empresas de todas as ilhas do Arquipélago, representando no momento 50 operadores turísticos ligados ao Mar que se traduzem em várias centenas de empregos, na sua maioria, qualificados, os quais contribuem decisivamente para a economia local e para a qualificação da oferta económica dos vários municípios dos Açores.

 

Em 27/12/2020 foi eleita a nova Direção da AOMA, da qual orgulho-me de fazer parte , composta por um grupo de trabalho que representa oito das nove ilhas dos Açores, o que se justifica agora mais do que nunca, porquanto o ano de 2020 foi de surpresa e incerteza e em 2021 mantém-se a instabilidade e incerteza do futuro das atividades económicas e do sustento das famílias.

 

A realidade pandémica que vivemos desde 2020 teve consequências dramáticas nas atividades marítimas, pelo que o nosso otimismo inicial, já que se antevia o melhor ano turístico de sempre, transformou-se em frustração.

 

A situação atual é, por isso, muito grave e exige diálogo, trabalho e empenho da Direção, dos Associados e das Entidades, para que consigamos preservar as empresas e a capacidade do Destino Açores, com vista à recuperação do Turismo, à preservação da Oferta e, sobretudo, dos postos de trabalho nesta área.

Copyright © 2021 - Associação Operados Marítimos dos Açores
images.png