Ser sócio da AOMA

Qualquer Operador Marítimo ou profissional de mergulho ( recreativo ou comercial ) ou relacionado com a actividade de Whale Watching, nos Açores, pode ser membro da AOMA, não havendo restrição à localização da sua sede social.

 

Ao tornar-se membro da AOMA vai poder usufruir de todos os benefícios de associado, enquanto ajuda directamente ao trabalho de salvaguarda e divulgação do Turismo Subaquático dos Açores.

 

CONDIÇÕES


Jóia de inscrição (paga com a inscrição pela 1º vez):

 

  • Operador de Mergulho - 60€ (Inscritos até 31-12-2015)

  • Operador de Mergulho - 120€ (Inscritos a partir de 01-01-2016)

  • Profissional de Mergulho - Gratuita


Quota Semestral (a 1ª vez paga junto com a inscrição o ano decorrente e posteriormente no inicio de cada semestre):

 

  • Operador de Mergulho - 60€

  • Profissional de Mergulho - 6€

 

Quota Anual (paga junto com a inscrição o ano decorrente e posteriormente no inicio de cada ano):

 

  • Operador de Mergulho - 120€

  • Profissional de Mergulho - 12€


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

MEIOS DE PAGAMENTO

 

  • Transferência Bancária

 

NIB: 0160.0100.0082.5270.0023.6 - NOVO BANCO AÇORES


O comprovativo de transferência deverá ser enviada ao Tesoureiro, com indicação ao período a que se refere o montante.

 

FICHA DE INSCRIÇÃO


Descarregue a ficha de inscrição, clicando aqui.

Direitos e Deveres

DIREITOS DO ASSOCIADO

 

com sede social nos Açores

 

  • Tomar parte nas Assembleias Gerais, discutindo e votando sobre os assuntos propostos;

 

  • eleger e serem eleitos para os corpos sociais da Associação;

 

  • submeter, por escrito, à apreciação da Direcção quaisquer sugestões que visem a melhor consecução dos fins da Associação;

  • ter direito a apoio a deslocações às feiras de mergulho na Europa, conforme as condições de apoio descritas aqui;

 

  • reclamar, perante a Direcção, das infracções aos Estatutos cometidas por qualquer dos seus membros ou por aquele corpo social. Do parecer da Direcção, quando não satisfaça o reclamante, haverá direito a recurso para a Assembleia Geral;

 

  • fazer-se representar nas Assembleias Gerais, sempre que não possa comparecer, por outro associado efectivo, desde que o comunique por escrito ao Presidente da Mesa, antes do início da sessão. Cada associado não poderá representar, contudo, mais de dois associados ausentes.

 

com sede social fora dos Açores

 

  • Tomar parte nas Assembleias Gerais, discutindo sobre os assuntos propostos;

 

  • submeter, por escrito, à apreciação da Direcção quaisquer sugestões que visem a melhor consecução dos fins da Associação;

 

  • reclamar, perante a Direcção, das infracções aos Estatutos cometidas por qualquer dos seus membros ou por aquele corpo social. Do parecer da Direcção, quando não satisfaça o reclamante, haverá direito a recurso para a Assembleia Geral;

 

  • fazer-se representar nas Assembleias Gerais, sempre que não possa comparecer, por outro associado efectivo, desde que o comunique por escrito ao Presidente da Mesa, antes do início da sessão. Cada associado não poderá representar, contudo, mais de dois associados ausentes.

 

DEVERES DO ASSOCIADO

 

  • Observar as disposições dos Estatutos, as deliberações da Assembleia Geral e as decisões da Direcção;

 

  • colaborar na realização dos objectivos da Associação, nomeadamente no recrutamento de associados;

 

  • aceitar os cargos para que forem eleitos;

 

  • pagar, no acto da inscrição, a importância fixada a título de jóia e destinada a custear as despesas da Associação, nomeadamente a publicação dos Estatutos e outras regulamentações, manutenção ( domínio ) do website, manutenção das contas bancárias e quotas a outras entidades;

 

  • liquidar, no máximo em duas vezes por ano, a quota mínima estabelecida. 

     

Copyright © 2020 - Associação Operados Marítimos dos Açores
images.png